SINDIJOIAS - APOIANDO, DESENVOLVENDO E PARTICIPANDO!

SIGA-NOS:

  • w-facebook

Guia Fiesp

Índices, Pesquisas e Publicações
 

A FIESP disponibiliza a todas as empresas ligadas ao Sindicato, uma extensa lista de pesquisas, estudos e análises econômicas que tratam do desempenho do setor industrial, assim como identifica problemas enfrentados pela indústria, gerando e organizando as informações para a formulação de propostas que contribuam para o desenvolvimento da indústria, bem como da economia como um todo.

 

Clique aqui e conheça a lista completa das publicações, estudos, pesquisas e índices divulgados pela Fiesp.

 

Cursos e Palestra

 

A FIESP e seus parceiros oferecem às empresas ligadas ao Sindicato diversas opções de cursos e treinamentos visando o aperfeiçoamento e melhorias nos processos de gestão das indústrias, tendo como foco a contínua busca de excelência profissional.

 

Os programas, dirigidos às empresas industriais, abrangem todas as áreas de atuação, desde a gestão financeira até a linha de produção.

Clique aqui  , e conheça a opção mais adequada à sua necessidade e consulte a programação de cursos disponíveis.

 

Meio Ambiente

 

A partir do domínio e compreensão que detém das questões ambientais, a FIESP, através de seu Departamento de Meio Ambiente (DMA), desenvolve ações estratégicas e institucionais objetivando, promover as relações entre produção e meio ambiente, com ênfase na prática do desenvolvimento sustentável, defendendo e conciliando os interesses e negócios da indústria.

Clique aqui   e conheça todos os produtos e serviços disponibilizados as empresas ligadas ao Sindicato.

 

Agronegócio

 

Com a finalidade de conferir maior suporte às demandas específicas de cada setor do complexo agroindustrial brasileiro, a partir da elaboração de propostas para temas estruturais que atingem as cadeias produtivas como um todo a FIESP, através de seu Departamento do Agronegócio (Deagro) atua nas questões que impactam a competitividade do agronegócio no mercado internacional.

 

Para conhecer todas as áreas e seus projetos desenvolvidos Clique aqui 

 

Jurídico

Diante do complexo ordenamento jurídico brasileiro e em decorrência do expressivo volume de leis e normas existentes em todas as esferas de governo (federal, estadual e municipal), a FIESP, através de seu Departamento Jurídico (Dejur), desenvolve trabalhos e análises para auxiliar e informar aos sindicatos patronais sobre todas as implicações decorrentes de alterações legislativas e jurisprudenciais.

 

Principais Ações:

Análise crítica de leis, projetos, anteprojetos, normas e regulamentos que estejam direta ou indiretamente relacionados aos interesses da indústria, propondo emendas e alterações quando necessário.

 

Encaminhamento de pleitos às autoridades e órgãos do Poder Público, solicitando alteração de normas ou procedimentos.


Elaboração de pareceres, estudos e trabalhos técnicos.

 

Distribuição do Informativo Jurídico, com alterações legislativas e notas de interesse (Setor de Referência Jurídica)


Propositura e acompanhamento de medidas judiciais para a defesa do setor industrial.

 

O Dejur  procura sempre atuar como parceiro dos sindicatos patronais e empresas, prestando auxílio e assessoramento sempre que necessário, visando melhores alternativas e soluções.

 

Para acessar todas as informações Clique aqui

 

Relações Trabalhistas e Sindicais

Com a missão de assessorar os sindicatos filiados nas áreas jurídica sindical e trabalhista, em busca da equidade e harmonia nas relações capital-trabalho.

 

O Departamento Sindical da Fiesp (Desin) participa e atua nas negociações coletivas de trabalho e/ou dissídios coletivos, emite informes e pareceres em matérias trabalhistas, sindicais, segurança e medicina do trabalho e elaborar pareceres sobre o enquadramento sindical das empresas e de seus empregados.

 

O Desin também tem foco voltado para os projetos de lei em tramitação no Congresso, referentes à legislação trabalhista, sindical, previdenciária, segurança e medicina do trabalho.

 

Para mais informações Clique aqui

 

Comércio Exterior

 

Com o objetivo de atuar estratégica e ativamente no apoio, defesa e representação da indústria paulista no comércio internacional, a FIESP, através do Departamento de Relações Internacionais e Comércio Exterior (Derex), cumpre a sua missão por meio do trabalho articulado de suas áreas estratégicas. São elas:

 

  • Negociações Internacionais

  • Defesa Comercial

  • Promoção Comercial e de Investimentos

  • Análise Econômica do Comércio Exterior

  • Certificado de Origem

  • Apoio e Facilitação do Comércio Exterior

 

Para mais informações sobre os produtos ou serviços disponibilizados, Clique aqui

 

Competitividade

 

Com o objetivo de realizar estudos e análises sobre a performance e dos principais obstáculos do setor produtivo, promovendo a melhoria contínua e sustentada da competitividade da indústria nas competitividades empresarial, setorial e sistêmica, a FIESP através do Departamento de Competitividade e Tecnologia (Decomtec) realiza a gestão estratégica de informações e articulação de ações e projetos.

Seus principais objetivos para a indústria são:

 

  • Elevar os padrões de qualidade, inovação e tecnologia;

  • Estimular o aumento dos níveis de investimento e produtividade;

  • Ampliar e facilitar o acesso ao crédito;

  • Promover melhorias de desempenho da gestão empresarial;

  • Incentivar o desenvolvimento regional e de APLs;

  • Estimular o crescimento de cadeias produtivas.

 

Para mais informações sobre os produtos, serviços e projetos, Clique aqui

 

Infra-Estrutura

 

No intuito de elevar a competitividade da indústria, a FIESP através do Departamento de Infraestrutura (Deinfra) busca a adequação e a eficiência da infraestrutura. Articula com associações e órgãos de governos questões técnicas e políticas nos setores de energia, petróleo e gás, telecomunicações, logística, transporte e portos no âmbito estadual e cumpre a sua missão por meio do trabalho articulado de suas áreas:

 

  • Energia

  • Telecomunicações

  • Transporte e logística

 

Para mais informações sobre as áreas, projetos e serviços, Clique aqui

 

Sustentabilidade

 

Com o objetivo de oferecer estratégias e ferramentas que auxiliem as indústrias na formulação e implantação de políticas de Responsabilidade Social Empresarial (RSE), com base nas exigências legais, nos compromissos éticos e na preocupação com a promoção da cidadania e do desenvolvimento sustentável, a FIESP através do Comitê de Responsabilidade Social (Cores) atua nas mais diversas áreas temáticas: Saúde e Qualidade de Vida; Igualdade de Gênero; Igualdade Racial; Inclusão de Pessoas com Deficiências; Fortalecimento da Cidadania e Inclusão Social; Ética e Cidadania; Consumo Consciente; Desenvolvimento Sustentável; Urbanismo, Transporte e Habitação; Voto Consciente e Crimes Sociais.

 

Para mais informações, Clique aqui

 

Empreendedores

 

O Comitê de Jovens Empreendedores da Fiesp (CJE) é um grupo que contribui para construir, com ética e comprometimento, uma nova identidade empresarial, por meio do fortalecimento do empreendedorismo. O CJE foi formado a partir da iniciativa de empreendedores que acreditam na ideia de que o Brasil precisa preparar os  jovens para o primeiro negócio. Os mais de 1.200 integrantes do CJE participam ativamente das diversas atividades na Fiesp, acompanhando reuniões dos Conselhos Superiores, Departamentos e demais Comitês da Federação.

 

O CJE coordena subgrupos de trabalho que atuam  em diversas áreas e mantém ainda sua agenda própria: reuniões ordinárias, que ocorrem uma vez por mês; reuniões de grupos de trabalhos, que tocam projetos específicos; imersões temáticas, rodadas de negócios, seminários, missões empresariais, congresso anual entre outros.

 

Além disso, o CJE interage com entidades congêneres no Brasil e no mundo, organizando e participando de congressos que colaborem para a construção de uma nova identidade empresarial, por meio do fortalecimento do empreendedorismo.

 

Para conhecer os projetos desenvolvidos, Clique aqui

 

Desenvolvimento Regional

 

Visando fortalecer e consolidar a presença da Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp) em todo o território paulista, bem como melhor articular Indústria, Sesi e Senai, a gestão Paulo Skaf estabeleceu Conselhos Consultivos formados por empresários que se dedicam a contribuir com estas entidades, mantidas pela indústria, na busca de excelência no cumprimento de suas respectivas missões.

 

O Departamento de Ação Regional (Depar) foi criado com a tarefa de coordenar, consubstanciar tecnicamente e garantir suporte operacional ao funcionamento dos Conselhos Consultivos e, também, atuar na  interlocução com o Sesi-SP, o Senai-SP e Departamentos Temáticos da Fiesp, sempre focado na oferta de soluções às demandas apresentadas.

 

Os 645 municípios paulistas foram estrategicamente agrupados em 53 regionais. Dessa forma, 53 diretores-titulares e seus respectivos diretores-adjuntos  atuam diretamente junto aos Conselhos Consultivos Sesi/Senai, interagindo com empresários, setor público, sindicatos e associações representativas na identificação de problemas e soluções para o pleno desenvolvimento das atividades destas entidades.

 

Os Conselhos Consultivos Sesi/Senai representam hoje perto de 3.000 industriais que, voluntariamente, atuam em favor do processo permanente de aperfeiçoamento  dessas entidades na prestação de serviços à sociedade e à indústria.

 

O Depar conta com uma equipe, instalada no edifício-sede, em diversas linhas de atuação, que age como interlocutora entre os diretores regionais e os diversos departamentos temáticos da instituição, tornando mais eficiente e eficaz a sinergia entre as regionais e a sede.

 

Para mais informações, Clique aqui 

 

Comitês Setoriais

 

Para chegar ao mercado consumidor, todo e qualquer produto industrializado depende da participação de uma série de elementos, como matéria-prima, insumos, equipamentos, design, de embalagens, entre outros.

A sinergia e interação dos fornecedores desses elementos forma uma cadeia produtiva, cujos elos influenciam diretamente na competitividade do produto final.

 

Com uma visão sistêmica dos fatores que interferem da competitividade dos produtos das indústrias brasileiras, a Fiesp tem atuado para promover uma melhor integração setorial (por meio dos Sindicatos e Associações setoriais) e criou os Comitês de Cadeias Produtivas onde são discutidos os possíveis gargalos que afetam o processo produtivo bem como as soluções viáveis para melhorias desses segmentos.

 

Uma das iniciativas bem sucedidas que atestam a importância dessa integração dos elos das cadeias produtivas são os Arranjos Produtivos Locais desenvolvidos em várias regiões do estado.

 

Conheças os Comitês das Cadeias Produtivas da FIESP:

Comitê da Cadeia Produtiva da Mineração da Fiesp  – (Comin) 

Comitê da Cadeia Produtiva da Pesca e Aquicultura

Comitê da Cadeia de Petróleo & Gás (Competro)

Comitê da Cadeia Produtiva da Saúde da Fiesp – (Comsaúde)

Comitê da Cadeia Produtiva de Couro e Calçados 

Comitê da Cadeia Produtiva da Indústria Têxtil, Confecção e Vestuário da Fiesp – (Comtextil) 

Comitê de Ação Cultural da Fiesp (Comcultura) 

 

SENAI

 

O SENAI configura-se como sistema estruturado em base federativa, que desenvolve ampla gama de programas de formação profissional, buscando atender às carências da mão-de-obra industrial brasileira, sempre em função das peculiaridades de cada região do País.

 

Sensível às demandas originadas pelo setor industrial, diversificou amplamente suas atividades e, hoje, é uma instituição educacional que atua em diferentes frentes — desde a educação de menores para o trabalho e a formação de técnicos e tecnólogos industriais, até a realização de treinamentos ágeis e rápidos, destinados a adultos.

 

Situado entre o Poder Público, que o criou e fiscaliza, e as entidades representativas das indústrias, que o administram, o SENAI constitui legalmente uma entidade de direito privado, nos termos da lei civil.

 

Objetivos do SENAI

 

– Realizar, em escolas instaladas e mantidas pela Instituição, ou sob forma de cooperação, a aprendizagem industrial a que estão obrigadas as empresas de categorias econômicas sob sua jurisdição, nos termos de dispositivo constitucional e da legislação ordinária;

 

– assistir os empregadores na elaboração e execução de programas gerais de treinamento do pessoal dos diversos níveis de qualificação, e na realização de aprendizagem metódica, ministrada no próprio emprego;

 

– proporcionar, aos trabalhadores maiores de 18 anos, a oportunidade de completar, em cursos de curta duração, a formação profissional parcialmente adquirida no local de trabalho;

 

– conceder bolsas de estudos e de aperfeiçoamento a pessoal de direção e a empregados de excepcional valor das empresas contribuintes, bem como a professores, instrutores, administradores e servidores do próprio SENAI;

 

– cooperar no desenvolvimento de pesquisas tecnológicas de interesse para a indústria e atividades assemelhadas.

 

Estrutura organizacional

Atuando em todo o território nacional, o Sistema compõe-se de órgãos normativos (Conselho Nacional e Conselhos Regionais) e de órgãos de administração (abrangendo o Departamento Nacional e 27 Departamentos Regionais), sob a supervisão da Confederação e das Federações das Indústrias e tendo em seus colegiados delegados dos Ministérios da Educação e do Trabalho.

 

Escolas Móveis

São Paulo Design

 

Escolas SENAI

 

SERVIÇOS PRESTADOS PARA A INDÚSTRIA

 

– Pesquisa, Desenvolvimento e Inovação Tecnológica
Uso do conhecimento técnico-científico para a criação ou aprimoramento de novos materiais, equipamentos, produtos, processos e sistemas.

 

– Pesquisa Aplicada
Tem o objetivo de desenvolver novos conhecimentos ou compreender os já existentes, bem como para a criação ou aprimoramento de materiais, processos ou sistemas, visando satisfazer uma necessidade específica e reconhecida.

 

– Desenvolvimento e Inovação de Produtos e Processos
Trabalho sistemático de aplicação do conhecimento já existente, adquirido por meio de pesquisa ou de experiências práticas, para a criação ou aprimoramento de materiais, equipamentos, produtos, processos e sistemas, e para a instalação de novos procedimentos, sistemas ou serviço

 

– Serviços Técnicos Especializados
Serviços cuja rotina de execução já esteja padronizada, preferencialmente fundamentada em normas técnicas ou procedimentos sistematizados.

 

– Serviços Laboratoriais
Serviços de calibração, dosagem, ensaio e/ou teste de desempenho para a qualificação de produtos e processos, preferencialmente fundamentada em normas técnicas ou procedimentos sistematizados.

 

– Serviços de Inspeção


Serviços de avaliação da conformidade aos regulamentos, normas ou especificações e o subsequente relato de resultados, pela observação e julgamento, acompanhados, conforme apropriado, por medições, ensaios ou uso de calibres. A inspeção pode ser aplicada em áreas como segurança, desempenho operacional e manutenção da segurança ao longo da vida útil do produto. O objetivo principal é reduzir o risco do comprador, proprietário, usuário ou consumidor.

 

– Serviços Operacionais

 

Realização de serviços (padronizados) de natureza técnica, voltados à implantação e melhoria de processos produtivos e melhoramento de produtos, entre os quais aqueles relacionados à fabricação de peças e manutenção de máquinas e equipamentos

 

ASSESSORIAS

 

– Assessoria Técnica e Tecnológica
Atividades voltadas para a implementação de solução de problemas em empresas e instituições, visando à melhoria de sua qualidade e produtividade. Abrangem trabalhos de diagnóstico, recomendações e soluções de problemas no campo da gestão, da produção de bens e da execução de serviços.

 

– Assessoria e Consultoria em Gestão Empresarial
Conjunto de atividades relacionadas com diagnóstico, orientação e solução de problemas de gestão (exemplo: programa de qualfiicação de fornecedores, assessoria em implantação de sistemas de gestão pela qualidade total, assessoria em gestão de pessoas, assessoria em gestão estratégica e assessoria em gestão da logística).

 

– Assessoria e Consultoria em Processo Produtivo
Atividades que abrangem trabalhos de diagnóstico, orientação e assessoria técnica, voltadas à implantação, otimização e melhoria de processos e produtos e realizadas, em geral, de forma personalizada (customizada).

 

– Assessoria e Consultoria em Segurança no Trabalho
Atividades relacionadas com diagnóstico, orientação e assessoria técnica, voltadas à implantação, otimização e melhoria de processos e produtos e realizadas na área de segurança no trabalho.

 

– Assessoria e Consultoria em Meio Ambiente
Atividades que abrangem trabalhos de diagnóstico, orientação e solução de problemas na área do saneamento e do meio ambiente, tais como: apoio na utilização racional de recursos naturais e no uso de “tecnologias de produção mais limpa”, tratamento de efluentes, implantação de sistemas de gestão ambiental e soluções no que tange ao passivo ambiental.

 

SERVIÇOS DE INFORMAÇÂO

 

– Informação Tecnológica
Atividade que engloba captação, tratamento e disseminação de todo tipo de conhecimento relacionado com o modo de fazer um produto ou prestar um serviço, para colocá-lo no mercado, podendo ser de natureza técnica, econômica, mercadológica, gerencial etc.

 

– Elaboração e Disseminação de Informações
Atividades relacionadas ao tratamento, organização e disseminação de informações que possibilitem a solução de necessidades de natureza técnica e tecnológica referentes a produtos, serviços e processos, favorecendo a melhoria contínua da qualidade e a inovação no setor produtivo.

 

 – Eventos Técnicos
Realização de palestras, workshops, seminários, congressos e similares, sobre temas técnicos específicos voltados para a atualização e troca de experiências em áreas de atuação das entidades do Sistema Indústria.

 

CERTIFICAÇÕES

 

– OCP – Organismo de Certificação de Produto
Certificação de produto é o procedimento ou sistemática segundo a qual um organismo de terceira parte, independente, atesta que um produto está em conformidade com os requisitos especificados em uma norma.

 

O OCP-SENAI é um organismo sem fins lucrativos, vinculado ao SENAI-SP, com direitos e responsabilidades pertinentes às suas atividades. É acreditado pelo INMETRO e atua na certificação de bloco cerâmico para alvenaria e telhas cerâmicas.

 

O acesso ao serviço de certificação do OCP-SENAI é irrestrito. Qualquer solicitante cuja atividade se enquadre em sua área de operação, independentemente de condições financeiras, tamanho ou participação em qualquer associação ou grupo pode acessá-lo.

 

O processo de certificação inicia-se com a solicitação do cliente, por meio de formulário específico devidamente preenchido e assinado por representante autorizado.

 

Inicialmente serão realizadas a auditoria do sistema de gestão da qualidade do fabricante e a coleta de amostras para realização dos ensaios em laboratórios acreditados, de acordo com procedimentos específicos, normas vigentes, regulamentos técnicos e critérios adicionais do INMETRO.

 

Após aprovação na etapa inicial e recomendação da Comissão de Certificação, o OCP-SENAI emite o certificado de conformidade de produto. O acompanhamento da certificação consiste na amostragem e realização de ensaios periódicos, avaliação do uso da logomarca, bem como a avaliação periódica do sistema da qualidade da empresa certificada.

 

Clique aqui (pdf) para visualizar as empresas atualmente certificadas.

Para acessar o escopo do OCP-SENAI no site do INMETRO, clique aqui.

Para mais informações basta entrar em contato.

 

SESI – Serviço Social da Indústria

Serviço Social da Indústria é uma entidade de direito privado, nos termos da lei civil, estruturada em base federativa para prestar assistência social aos trabalhadores industriais e de atividades assemelhadas em todo o país.

O SESI exerce papel fundamental no desenvolvimento social brasileiro, colaborando efetivamente com a melhoria da qualidade de vida do trabalhador da indústria, seus familiares e comunidade em geral por meio de seus serviços nos campos da educação, saúde, lazer e esporte, cultura, alimentação e outros.

 

É, também, parceiro das empresas, fornecendo apoio ativo na implantação e desenvolvimento de projetos de benefícios sociais para funcionários.

 

Missão do SESI

Promover a qualidade de vida do trabalhador e de seus dependentes, com foco em educação, saúde e lazer, e estimular a gestão socialmente responsável da empresa industrial.

 

Objetivos do SESI

  • Organizar os serviços sociais adequados às necessidades e possibilidades locais, regionais e nacionais

  • Utilizar os recursos educativos e assistenciais existentes, tanto públicos, como particulares

  • Estabelecer convênios, contratos e acordos com órgãos públicos profissionais e particulares

  • Promover quaisquer modalidades de cursos e atividades especializadas de serviço social

  • Conceder bolsas de estudo, no País e no estrangeiro, ao seu pessoal técnico, para formação e aperfeiçoamento

  • Contratar técnicos, dentro e fora do território nacional, quando necessários ao desenvolvimento e aperfeiçoamento de seus serviços

  • Participar de congressos técnicos relacionados com suas finalidades

  • Realizar, direta ou indiretamente, no interesse do desenvolvimento econômico-social do País, estudos e pesquisas sobre as circunstâncias vivenciais dos seus usuários, sobre a eficiência da produção individual e coletiva, sobre aspectos ligados à vida do trabalhador e sobre as condições socioeconômicas das comunidades

  •  Servir-se dos recursos audiovisuais e dos instrumentos de formação da opinião pública, para interpretar e realizar a sua obra educativa e divulgar os princípios, métodos e técnicas de serviço social.

 

Abrangência Educacional

  • Alfabetização do trabalhador e seus dependentes

  • Educação de base

  • Educação para a economia

  • Educação para a saúde (física, mental e emocional)

  • Educação familiar

  • Educação moral e cívica

  • Educação comunitária

 

Capital Humano

O “Projeto Capital Humano” foi elaborado pela Fiesp, por meio de seu Departamento de Ação Regional (Depar), com o objetivo de maximizar as ações da instituição no atendimento às demandas da indústria por mão de obra qualificada.

 

O Projeto pretende evidenciar a importância da gestão do capital humano para os agentes envolvidos no processo de formação da mão de obra e aproximar demanda e oferta de profissionais, de maneira que a questão passe a ser tratada de forma estratégica.


Para mais informações, Clique aqui

 

Pequena e Média

Com a missão de desenvolver políticas e implementar ações que proporcionem soluções aos industriais das Micro, Pequenas e Médias Indústrias de São Paulo (MPMIs), levando-as da sobrevivência à excelência, conquistando isonomia competitiva e capacidade de inserção no mercado internacional, estas são as primícias do Departamento da Micro, Pequena e Média Indústria da Fiesp (Dempi).

 

Conheça os produtos disponíveis:

– Melhores condições de acesso às linhas de financiamento de longo prazo aos micro, pequenos e médios empresários é um dos focos de atuação da Fiesp para melhorar a competitividade das indústrias, Clique Aqui

– Convênios bancários com diversas instituições financeiras, com o objetivo de oferecer um atendimento especial aos empresários, de forma eficiente, com atendimento e orientação necessária para a viabilidade da operação de crédito. Clique aqui

 

– Informações a respeito de garantias financeiras para o pequeno é médio empresário. Clique aqui

 

Para acessar os produtos e serviços ofertados as empresas ligadas ao Sindicato, Clique aqui

 

Economia

Responsável por elaboração de pesquisas, estudos e análises econômicas que tratam do desempenho do setor industrial, assim como identificar problemas enfrentados pela indústria e propor soluções, o Departamento de Pesquisas e Estudos Econômicos da Fiesp (Depecon) tem por objetivo gerar e organizar informações e formular propostas que contribuam para o desenvolvimento da indústria, bem como da economia como um todo.

Para conhecer todos os produtos e serviços disponibilizados as empresas ligadas ao Sindicato, Clique aqui